Passou em frente ao Shopping e ela não se interessou em entrar, o paraíso do Diabinho do Marketing estremeceu, como ela não quis entrar, tudo em promoção, ela não comprou sapatos no Natal, agora tudo com descontos e ela não se interessou nem em entrar, sequer o cartaz de tudo pela metade do preço, compre um leve dois… e ela passa em direção ao parque, seu desejo era apenas caminhar, andar descalço, tirar as sandálias que impedem sua conexão com a mãe terra.

No seu armário estão lá, um ou outro salto alto que usa raramente em festas de casamento e formatura, e mesmo assim só para entrar nas festas, pois festa de verdade mulheres saem com pés descalços e sapatos na mão, é possível também ver um par de botas, lindas botas que a deixam mais sexy para momentos de frio e cavalgada, dois pares de tênis porque se exercitar faz parte de seus pés, algumas sandálias baixas que é seu feijão com arroz quando está na cidade, pois na praia suas havaianas é o carro chefe.
E o Diabinho do marketing dos sapatos a interroga, como você consegue não ser apaixonada por sapatos?

Não disse que não sou, os sapatos são lindos, quase como os animais na mata, e como os bichos que amo e que gosto de ver soltos na natureza, assim são para mim os sapatos, para que aprisionar eles no meu armário se não vou usar, se os pares que eu tenho já me bastam.

Gosto sim dos sapatos, mas amo muito mais meus pés e a leveza de consumir o que o uso, e ter disponibilidade de usar meu dinheiro para levar meus pés para passear no parque, pisar na grama, pisar na areia, ter tempo de andar descalço em casa.

Já pensou se fosse comprar todo sapato que acho lindo?
Não teria armário suficiente para guardar eles e para ter sapatos assim teria que usar meu tempo para trabalhar muito mais para conquistar mais e mais pares de sapatos, gosto sim de sapatos mas amo mais meus pés!