50 Tons de Cinza, 50 Etapas Baleia Azul – Jogo Mortal

3728

O que é mais alarmante?

Ver uma correria nas livrarias e a mídia falando do efeito avassalador de um livro para mulheres, recordista de vendas, com direito a filme e todo glamour do exótico, onde a relação sadomasoquista impera, onde o poder exercido pelo dinheiro faz tremer até as mentes mais equilibradas e sensatas, vendo junto a lei Maria da Penha e queixas de Assédio Sexual crescer em paralelo, tudo isso contrapondo com o sonho de um amor romântico no processo imaginativo das mulheres ou o que temos agora, o Jogo Mortal da Baleia Azul, o que é mais alarmante? lamento as baleias serem lembradas somente agora quando se faz menção de um suposto jogo da morte que teria se originado na Rússia em 2015, onde rumores de uma notícia fake fez o jogo se alastrar pelo mundo, onde temos coincidentemente 50 etapas.

Falo em nome das baleias, muitas em extinção, falo em nome de um mamífero que nas minhas andanças pelo Brasil pude conhecer em Caravelas, sul da Bahia, lugar de estudo das Baleias jubarte.
Conheci nesse período que fiquei por lá muitos estudantes universitários que me deram um dado muito lindo, as baleias emitem som a 432 hertz, que é considerado o som da natureza. Seria o som da nota LÁ (A) natural? Hoje a nota LÁ (A) vibra numa frequência de 440 herz, existem indícios que nessa frequência o nosso cérebro se acelera e tem uma propensão maior a agressão, existe relação que essas mudança de frequência ocorreram no período de guerra, vale conferir esse dado, bem como existem terapias onde você escuta músicas em 432 hz, inclusive existe uma versão da música dos Beatles em 432 hz e eu pude conferir, 432 hz acalma a mente.

O efeito Baleia azul, poderia melhor ser chamado de 50 Tons de cinza para crianças e pré-adolescentes, teria o mesmo efeito e provável a mídia poderia acabar vendo de forma inocente esse jogo mortal, assim como foi para os 50 tons de cinza para adolescentes e adultos, quantas queixas nas delegacias das mulheres e mortes ocorreram em razão de um livro estimular o sado masoquismo? já pensou nisso?

Vejo que o número 50 é significativo, é um meio termo do 0 ao 100, e é o que vivemos hoje. Hoje meio que dormimos, meio que temos lazer, meio que bebemos água, meio que amamos, meio que gozamos a vida, meio que nos dedicamos a nossa família e quem amamos, meio que nos permitimos viver nossos sonhos, meio que damos atenção a nossas crianças, meio que vivemos. Falar de controlar adolescentes como escutei e li muito hoje nas mais variadas mídias sobre o tema do jogo mortal Baleia Azul é sem dúvida uma maneira extrema e equivocada de “meio que amar o filho”
Quem ama não controla nada, quem ama participa da vida dos filhos, e não se limita a oferecer produtos eletrônicos como forma de demonstração de amor.
Quem ama oferece o que temos de mais rico que é o nosso tempo, onde pais e mães no meio da correria imposta por uma vida já desequilibrada em tons de cinza encontra um tempinho para perguntar; filhos como foi seu dia, encontrou seu amigo e ou amiga fulano e siclano, qual o nome dessa banda que você está ouvindo, você pode me ajudar em algumas tarefas, vamos comigo passear, andar, brincar, viver ao som da baleia azul em 432 hz.

Vivemos a cada dia uma sociedade de resultados, de foco, de metas, onde a emoção e os sonhos são trocados por uma moeda barata chamada sucesso e poder.
Rico é quem tem tempo para poder não só fazer um filho, mas para poder ajudar o filho a entender o mundo e amparar nos seus primeiros passos físicos e emocionais.
Tudo isso nos leva para um tema maior que é a Síndrome do Pensamento Acelerado apontado pelo Dr Augusto Cury e pelo Suicídio crescente.
Nunca se teve dados de tanto suicídios, um paradoxo de uma sociedade que vive com o leque de entretenimento mundial, e em cima de tantos compromissos o ser humano encontrou também no lazer compromissos e mais compromissos, onde o viver, o amar, o compartilhar, o relaxar, o convívio com a família e quem se ama fica para um amanhã com 50 tons de cinza para a humanidade.

BAIXE ESSE POST EM PDF
JOGO MORTAL
por DAVI VIDIGAL – MÉDICO PSIQUIATRA E PALESTRANTE DE QUALIDADE DE VIDA

HOME